CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...

CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...
CLIQUE NA IMAGEM É SAIBA MAIS ...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Corrida maluca - Pró 2012 - Parte 1 - publicado no Jornal Interpress

                                                  Ampliar a imagem 
Marcos Mendes empurra o Teco Teco 2012 , ao comando de Alfredo Gonçalves.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

INVICTUS -WILLIAM ERNEST HENLEY- POEMA - REFLEXÃO


“Na garra cruel da circunstância
Eu não recuei nem gritei.
Sob os golpes do acaso minha cabeça sangra, mas permanece ereta.
Além deste lugar de fúria e lágrimas
Só o eminente horror matizado,
E mesmo a ameaça dos anos
Há de me encontrar destemido.
Não importa quão estreito seja o portão,
Ou quão repleto de castigo seja o veredicto,
Eu sou dono do meu destino:
Eu sou o capitão da minha alma.”

Do poema Invictus, William Ernest Henley, poeta, crítico e editor inglês ( 1849-1903)

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Genial - A riqueza simbólica da língua portuguesa


Genial

A riqueza simbólica da língua portuguesa



"Alguém sabe me explicar, num português claro e direto, o que quer dizer a expressão ‘no frigir dos ovos’?
Resposta: Quando comecei, pensava que escrever sobre comida seria sopa no mel, mamão com açúcar. Só que depois de um certo tempo dá crepe, você percebe que comeu gato por lebre e acaba ficando com uma batata quente nas mãos. Como rapadura é doce mas não é mole, nem sempre você tem ideias e pra descascar esse abacaxi só metendo a mão na massa. E não adianta chorar as pitangas ou, simplesmente, mandar tudo as favas.
Já que é pelo estômago que se conquista o leitor, o negócio é ir comendo o mingau pelas beiradas, cozinhando em banho-maria, porque é de grão em grão que a galinha enche o papo.
Contudo é preciso tomar cuidado para não azedar, passar do ponto, encher lingüiça demais. Além disso, deve-se ter consciência de que é necessário comer o pão que o diabo amassou para vender o seu peixe. Afinal não se faz uma boa omelete sem antes quebrar os ovos.
Há quem pense que escrever é como tirar doce da boca de criança e vai com muita sede ao pote. Mas como o apressado come cru, essa gente acaba falando muita abobrinha, são escritores de meia tigela, trocam alhos por bugalhos e confundem Carolina de Sá Leitão com caçarolinha de assar leitão.
Há também aqueles que são arroz de festa, com a faca e o queijo nas mãos, eles se perdem em devaneios (piram na batatinha, viajam na maionese...etc.). Achando que beleza não põe mesa, pisam no tomate, enfiam o pé na jaca, e no fim quem paga o pato é o leitor que sai com cara de quem comeu e não gostou.
O importante é não cuspir no prato em que se come, pois quem lê não é tudo farinha do mesmo saco. Diversificar é a melhor receita para engrossar o caldo e oferecer um texto de se comer com os olhos, literalmente.
Por outro lado se você tiver os olhos maiores que a barriga o negócio desanda e vira um verdadeiro angu de caroço. Aí, não adianta chorar sobre o leite derramado porque ninguém vai colocar uma azeitona na sua empadinha não. O pepino é só seu, e o máximo que você vai ganhar é uma banana, afinal pimenta nos olhos dos outros é refresco.
A carne é fraca, eu sei. Às vezes dá vontade de largar tudo e ir plantar batatas. Mas quem não arrisca não petisca, e depois quando se junta a fome com a vontade de comer as coisas mudam da água pro vinho. 
Se embananar, de vez em quando, é normal, o importante é não desistir mesmo quando o caldo entornar. Puxe a brasa pra sua sardinha que no frigir dos ovos a conversa chega na cozinha e fica de se comer rezando. Daí, com água na boca, é só saborear, porque o que não mata engorda.


Guaraci Neves

Dr. CLAUDIO MANSUR E A DONA JUSTIÇA ( CRIS MANSUR ) - CARICATURA


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

HOMENAGEM AOS MOTORISTAS DE ÔNIBUS - Paradoxo da espera do motorista de ônibus

Homenagem aos motorista de ônibus , que escuta todas as reclamações dos passageiro ao invés do patrão , alem de ter uma jornada de trabalho estafante. Não esquecendo dos trocadores que mexe com dinheiro o dia todo e ganha um salário que não é compatível com sua responsabilidade e risco que corre com assaltos. Que os milionários   proprietários donos nas empresas concessionária do transporte publico possam dar mais valor à categoria. Em especial para todos os motorista e trocadores da Viação Salineira. 


terça-feira, 6 de setembro de 2011

GENTE DA CIDADE - CABO FRiO



Alfredo Gonçalves comprando tangerina no Mercado ( feira) Sebastião Lan , ao seu lado um flamenguista chorando devido colação no campeonato , mas o torcedor flamenguista não sabe que o secretario de governo e tricolor que esta só um pouquinho abaixo dos flamenguistas. 




Rogerinho do Laboratório só anda correndo não deu para tirar a foto direito , o flagrante foi na Padaria Avenida em frente a Prefeitura de Cabo Frio, ele promete voltar para suas bases , pois o pessoal da saúde reclama muito do seu sumiço . O vereador deve estar muito ocupado .


Andrezinho Bandeira ( ao lado Lebrinha diretor da Jovem TV ) festeja o sucesso do seu programa Tá na Boca do Povo onde a audiência e participação popular anda só subindo. O programa conta com a participação do jovem artista Atila Jorge que faz as caricaturas dos convidados do programa , Atila é filho deste cartunista .