CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...

CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...
CLIQUE NA IMAGEM É SAIBA MAIS ...

domingo, 24 de outubro de 2010

CHARGE - PARA REFLETIR

THIAGO CHUMBADA - ANTES E DEPOIS / CABO FRIO

Estou acompanhado a luta do meu amigo Thiago Chumbada , que é um rapaz lutador é  participa de movimentos sócias ajudando com muito empenho as pessoas; sei disto porque conheci Thiago quando era aluno do Colégio Estadual Miguel Couto e ele já participava de vários movimentos sociais e esportivos.


Agora Chumbada ( como Thiago é conhecido pelos amigos ) têm outra luta pela frente que é uma luta por saúde. Vendo o programa RADAR PUBLICO ( na Jovem Tv - canal 8 - Cabo Frio ) apresentado por Alexandre Teixeira fique sabendo desta empreitada que Chumbada vai encarar pela frente, mas sendo muito decidido , corajoso e um bom rapaz vai alcançar o seu objetivo.

Chumbada continua Chumbada mesmo ! Amigo seu peso maior são suas amizades e o chumbo se derrete com calor e se recompõe em pouco tempo. Você amigo tem o poder de atrair calor humano. Boa sorte !




PARABÉNS - MESTRE ZIRALDO E REI PELÉ





O cartunista Ziraldo faz 78 anos no domingo e vai comemorar lançando uma caixa com 3 volumes de histórias em quadrinhos do Pererê editadas nos anos 60, mais um fac-símile da primeira edição, lançada em outubro de 1960. A caixa se chama, por isso mesmo, 50 anos da Turma do Pererê. E sai pela Editora Globo.

*************************

REI PELÉ FAZ 70 ANOS
O mito imortal, continua mais vivo do que nunca. Pelé, que se transformou na maior marca pessoal que já existiu.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

CHARLES ADDAMS - MESTRE DO HUMOR - CARICATURA


 ADDams, Charles

Caracterizou-se por criar um mundo particular, habitado por criaturas deliciosamente alarmantes, que pareciam ter saído de um filme de Frankenstein. Addams trabalhou no departamento de arte de uma revista criminalista e sua função era pintar cruzes pretas nas fotografias indicando o lugar onde havia sido encontrado o cadáver . Seu humor mórbido floresceu na revista americana The New Yorker, em 1936, e sua produção era equivalente à de Thurber e Peter Arno, com quem trabalhava . Um ano depois a revista publicaria os seus inspirados cartuns da Família cujas figuras góticas, mais tarde,ganharia vida numa série feita para televisão: A família Addams. Esta série acabou sugerido outra, igualmente famosa: Os monstros. Vários de seus cartuns tornaram-se clássicos: o esquiador cujos esquis misteriosamente passam por uma arvore, um de cada lado. Uma criação surrealista digna de Magritte.




domingo, 17 de outubro de 2010

VEJA - BLOG DO GRUPO P.R.O.C.E.S.S.O DE POESIA



POETAS RITUALISTAS ONOMATOPÁICOS CRÍTICOS EXCESSIVOS SINCRETISTAS SINCEROS ORDINÁRIOS(AS)

    
         ZEL HUMOR INDICA

                              http://grupoprocessodepoesia.blogspot.com/



   **********************************



DRAGON BALL Z - AO SOM DA MUSICA HEARTS ON FIRE



Veja tradução  da musica  HEARTS ON FIRE

Corações Em Chamas


Nós vimos as escritas na parede


Quando os pagãos nos governavam


Atormentados, ainda ouvíamos o chamado


Você vem para nos derrubar


Empunhar o cetro, roubar a coroa


Tempo no trono está se esgotando






Porque as estações mudam mas nós ainda somos os mesmos


Evento apesar do vento frio que sopra o nosso fogo queima o mesmo






Corações em chamas, Corações em chamas


Queimando, queimando com desejo


Corações em chamas, corações em chamas


Queimando, queimando com desejo


Corações em chamas, corações em chamas


Queimando, queimando com desejo


Queimando como o aço






Corações em chamas






Por anos afastados pela sociedade


Excomungados, condenados por nossas crenças


Nossas legiões cresceram em segredo






E agora, o tempo está aqui


Eu vejo os Templários em todos os lugares


O Chamado da Liberdade se aproxima






Nós seguramos nossos estandartes rebeldes de orgulho


A cor do vermelho e do Martelo é o sinal






Corações em chamas, Corações em chamas


Queimando, queimando com desejo


Corações em chamas, corações em chamas


Queimando, queimando com desejo


Corações em chamas, corações em chamas


Queimando, queimando com desejo


Queimando como o aço






Corações em chamas, Corações em chamas...

Corações em chamas, Corações em chamas


Queimando, queimando com desejo...


Corações em chamas

HEARTS ON FIRE - E TEMA DO FILME ROCKY V


Hammerfall - Hearts on Fire





sábado, 16 de outubro de 2010


As emoções primitivas




A partir das sensações físicas de dor e prazer, de frustrações e satisfações que no começo da vida ficam apenas registradas no corpo do bebê cujo celebro ainda está em formação, e se transformam em cinco tipos primários de emoções:

O medo, a raiva, a tristeza, a alegria, e a aversão ou nojo, cada uma delas concentrada em determinadas regiões do corpo e também na fisionomia.

A fisionomia revela as emoções e permite a leitura do estado momentânea, abaixo veremos as características destas fisionomias e as regiões que são afetadas por cada estado emocional:









**************************************


CARICATURA DE WILLIAM RANDOLPH HEARST



Heart, William Randolph

Hearst não inventou a imprensa marrom, mas emprestou cinismo ao jornal pelo seu exemplo. Foi pioneiro ao reduzir as cruzadas populares em meros espetáculos circenses. “““ “Ao submeter-se ao gosto popular, aumentou a circulação”.” O que procuramos é a emoção pura e simples”, disse um de seus assessores. Com esta fórmula. Hearst fundou império jornalístico que começou quando assumiu o controle do New York Morning Journal , em 1895 , o primeiro jornal sensacionalista americano. Ganhou notoriedade como instigador da guerra hispano-americano em 1898, fracassou como político durante a Era progressista foi anti-anglicano até 1917, pró-nazista nos anos 30 e anti-comunista na década de 40. Hearst liderou reformas populistas quando era jovem e influencio a maioria dos jornais do mundo. Bem ou mal, foi o primeiro grande senhor da imprensa a se apoiar na irresistível combinação de patriotismo, populismo e negociatas. Sua vida inspirou uma obra-prima: Cidadão Kane, de Orson Welles.


################################################
 
 
 
Sarau LER ART/P.R.O.C.E.S.S.O.
 
 
 
 
                               Rodrigo Poeta , Alex feitosa , Fabio Emecê, Zel Humor,Nelson Feitosa
                               Everson Dias.
 

No programa Sarou Ler Art / grupo P.R.O.C.E.S.S. O, os poetas Fabio Emecê , Alex Feitosa e Rodrigo Poeta entrevistaram os artistas Zel Humor e Nelson Feitosa, onde os entrevistados falaram um pouco de suas artes e inspirações em suas composições. Aproveitei para fazer as caricaturas dos artistas.

O programa e exibido na Jovem TV canal 8 – cabo Frio / canal 9 – Grande Jardim Esperança (TV por assinatura) e também na internet no site da Jovem TV.


--------------------------------------------------------------------------

sábado, 9 de outubro de 2010




 Um estudo do humor

Apesar de o humor ser largamente estudado, teorizado e discutido por filósofos e outros, permanece extraordinariamente difícil de definir, quer na sua vertente psicológica quer na sua expressão, como forma de arte e de pensamento. Na verdade, o que é que o distingue de tantos outros aspectos do cômico, como a ironia ou a sátira? A ironia é uma simulação sutil de dizer uma coisa por outra. A ironia não pretende ser aceita, mas compreendida e interpretada. Para Sócrates, a ironia é uma espécie de "docta ignorantia", ou seja, "ignorância fingida" que questiona sabendo a resposta e orientando-a para o que quer que esta seja. Em Aristóteles e S. Tomás de Aquino, a ironia não passa de uma forma de obtenção de benevolência alheia pelo fingimento de falta de méritos próprios. A partir de Kant, assentando na ideia idealista, a ironia passa a ser considerada alguma coisa aparente, que como tal se impõe ao homem vulgar ou distraído. Corrosiva e implacável, a sátira é utilizada por aqueles que demonstram a sua capacidade de indignação, de forma divertida, para fulminar abusos, castigar, rir, os costumes, denunciar determinados defeitos, melhorar situações aberrantes, vingar injustiças… Umas vezes é brutal, outras mais sutil.





Já o humor é determinado essencialmente pela personalidade de quem ri. Por isso, pode-se pensar que o humor não ultrapassa o campo do jogo ou os limites imediatos da sanção moral ou social, mas este pode subir mais alto e atingir os domínios da compreensão filosófica, logo que o emissor penetre em regiões mais profundas, no que há de íntimo na natureza humana, no mistério do psíquico, na complexidade da consciência, no significado espiritual do mundo que o rodeia. Pode-se, assim, concluir que o humor é a mais subjectiva categoria do cómico e a mais individual, pela coragem e elevação que pressupõe. Logo, o que o distingue das restantes formas do cómico é a sua independência em relação à dialéctica e a ausência de qualquer função social. Trata-se, portanto, de uma categoria intrinsecamente enraizada na personalidade, fazendo parte dela e definindo-a até. É por isso que se diz “Há tantos humores como humoristas.”.



Teorias da superioridade


Estas teorias partem do pressuposto que todo riso é oriundo da sensação de superioridade de um indivíduo frente a outro ou alguma situação. Traduz-se o riso como uma resposta a uma "gloria repentina" advinda da percepção de superioridade por parte do indivíduo. A superioridade pode se dar não somente pela depreciação do outro, mas também, da ética e da moral estabelecidas como em piadas e trocadilhos que zombam das regras sociais ou mesmo gramaticais.

FONTE :   http://pt.wikipedia.org/wiki/Humor


Millôr Fernandes

...." O humorista deve sempre escolher para trabalhar nas horas em que se encontra de pior humor, em que lhe aconteceu a pior coisa do dia, da semana , do mês ou do ano ... "

".... O humorista por definição é completamente sem graça, não se confundindo nem de leve com comediantes , palhaços, jograis, políticos situacionistas e outros números equestres.".....

"... Um humorista , por força de sua própria natureza de observador incontrolável, e crítico " malgré lui même" , deve estar sempre em conflito com a esposa, sogra, amigos e , se os tem , filhos. Só assim lhe é possível um ambiente para a prática perfeita do humorismo."...

MILLÔR FERNANDES - Do livro TRINTA ANO DE MIM MESMO ( Decálogo Do Verdadeiro Humorista ) 

CARICATURAS EM EVENTOS


quinta-feira, 7 de outubro de 2010

ZEL HUMOR INDICA : SITE MUNDO ABERTO E BLOG DA ART POP

CARICATURA PROFESSOR
PERICLES ARMOND


O site Mundo Aberto é uma sala virtual onde podemos conversar não só sobre Geografia, Historia e Sociologia, mas também outros assuntos poderão ser discutidos .
Veja algumas piadas que tem lá no Mundo Aberto:


ALUNOS INTELIGENTES (?)


Professor: O que devo fazer para repartir 11 batatas por 7 pessoas?

Aluno: Purê de batata, senhor professor!

(faz sentido!)



Professor: Joaquim, diga o presente do indicativo do verbo caminhar.

Aluno: Eu caminho... tu caminhas... ele caminha...

Professor: Mais depressa!

Aluno: Nós corremos, vós correis, eles correm!

(e não é verdade?)

veja mais em:





                 VISITEM NOSSO BLOG  http://academiadeartescabofrio.blogspot.com/

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

RAPIDAS DAS ELEIÇÕES 2010

                       A ELEIÇÃO MAIS CARICATA DE TODOS OS TEMPOS


*MARINA SERRA DILMA NO MEIO.


*GAROTINHO LEVA AMIGUINHOS PARA PASSEAR EM BRASÍLIA.

*PEREGRINO PELA ZONA ATRÁS DE UMA URNA.

*CABRAL DESCOBRIU O RIO E GASTOU TODO PETRÓLEO NAS ELEIÇÕES.

*NEM DELMA ,  NEM DILMA.

*A CIDADE DE SÃO PEDRO DA ALDEIA. TOMA CHUMBINHO NA ELEIÇÃO!

*JANIO: - FROELAN DA MÃE, PEGO MEUS VOTINHOS!

*FELIPE: - FICA PARA OUTROS DIAS.

*GABEIRA NÃO CHEGOU NEM NA BEIRA.

*CARLOS , EU EVICTOR.

*PAULO: AVE CESAR 2012!

*WAGNER, MONTES DE VOTOS.

*PLÍNIO REVELA: - VOU SER CONVOCADO PARA 2014!... PARA JOGAR NA COPA DO
MUNDO NO BRASIL.

*PRESIDIÁRIOS PROCLAMAM: SERRA! SERRA! SERRA!


***SÃO PAULO: MAIS DE UM MILHÃO DE ABESTALHADOS.

TITITITITITITITITITITITITITI RIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRIRI RIRIIRIRIRIRIRCACA CACA CACA CACA CACA CACA CACA CACA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


domingo, 3 de outubro de 2010

ZONA AMARELA

                    Tropa de amarelo
        em Cabo Frio




Hoje por volta de 10:00 h. fui para minha seção eleitoral no CIEP 150 observei um aglomeração que vestia camisas de cor amarela, eram 120 pessoas aproximadamente, espalhadas ao redor da zona eleitoral, mas havia as tropa de vermelho e a tropa de azul, que respectivamente tomava conta do pedaço fazendo boca de urna. Os amarelos com todo atrevimento não se preocupava com a força da justiça, parecia que o patrão teria garantido uma proteção extra para os amarelados; em uma sena inusitada quando os agentes da policia passaram com duas viaturas um bando de amarelados deram no pé, jogando milhares de prospectos e santinhos dos patrões para cima deixando as ruas sujas, pois os carros passavam e espalhavam aquela papelada nas ruas ; passei por um amigo e parei para conversar ( lógico o assunto eleições ) quando comentei sobre a arruaça da tropa de amarelo , ele respondeu :

- faz parte do processo democrático ...

Fique espantado pois o amigo é um professor , um formador de opinião , pois lida e educa centenas de alunos , e esperava que ele zelasse por boas ações ; mas fui ingênuo não notei que o caro amigo liderava boa parte da tropa ; o amarelo já tinha tomado conta de sua alma.

Que DEUS abençoe  Cabo Frio e todo Brasil !

VOTO - O SEU PODER

PARTICIPE
DISCUTA
DENUNCIE

sábado, 2 de outubro de 2010

VOTAR OU NÃO VOTAR ? OBRIGATÓRIO OU FACULTATIVO ?


"O voto obrigatório foi implantado no Brasil com o Código Eleitoral de 1932 e transformado em norma constitucional a partir de 1934. Regulamentado em um período de transformações institucionais que objetivavam dar credibilidade ao processo eleitoral, foi justificado como uma necessidade para garantir a presença dos eleitores nas eleições. Como afirmava Assis Brasil (1931:86), "é conveniente ao interesse social que todos os cidadãos capazes se inscrevam eleitores e votem", completando em seguida que "não são inócuas nem desprezíveis certas providências legais, tendentes a fazer com que a totalidade dos cidadãos se aliste e vote".

Embora muitas vezes apresentada como uma norma pouco democrática, a obrigatoriedade do voto é uma medida institucional adotada em muitas democracias estáveis. E os motivos para essa adoção costumam obedecer a critérios políticos democratizadores, tais como conseguir a participação de grupos religiosos, minorias políticas ou, simplesmente, garantir a presença da maioria nas eleições (Nohlen, 1981).


AS DEMOCRACIAS REAIS



Ao contrário do ideal clássico democrático, que prega o desenvolvimento da liberdade, da participação e do envolvimento sempre mais profundo dos cidadãos com as causas públicas, pesquisas sobre o funcionamento real das democracias ocidentais costumam provocar um grande sentimento de frustração. Como os cientistas políticos vêm há décadas procurando demonstrar, a idéia de uma opinião pública autônoma, composta por indivíduos independentes e dotados de grande discernimento político, não se verifica nem mesmo nas maiores e mais estáveis democracias ocidentais.
Pelo contrário, importantes pesquisas empíricas, realizadas a partir da década de 40, foram desvendando hábitos e atitudes de um homem médio pouco participativo e alheio a movimentos e organizações políticas. A intensidade da participação dos cidadãos pode variar substancialmente de uma nação para outra, mas não existe caso conhecido em que a maioria da população de um determinado país se encontre ativamente engajada em organizações políticas.

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0102-88391999000400016&script=sci_arttext







VOTO OBRIGATÓRIO E A DITADURA DA MAIORIA




Edson Passetti



Getúlio Vargas o déspota que se disse pai dos pobres, se transvestiu de democrata e se matou pretendendo ser herói, permanece o principal fantasma a habitar a política brasileira. Mas com o fim da ditadura militar ele ganhou uma nova companhia, a do voto obrigatório.



De disfarce à tirania o voto obrigatório passou a ser sinônimo de garantias democráticas e por isso defendido pela maioria dos parlamentares. Mas o voto obrigatório é mais do que parte do ritual eleitoral. Ele é uma forma de aprisionar a liberdade do sujeito dirigido cada vez mais pelo espetáculo midiático que a televisão proporciona diariamente em nossas casas através de uma lei que obriga a transmissão de programas eleitorais. É outra medida obrigatória do nosso regime democrático em nome da educação política mas que funciona apenas para as TVs abertas poupando os assinantes de TV a cabo. Ela é destinada ao cidadão mediano, com escassos recursos materiais e prisioneiro preferencial das telerrealidades criadas diariamente para entretê-lo.



A democracia, não só no Brasil, transformou-se em ritual eleitoral eletrônico que funciona associando educação política a eleição. Quando muito instrui as pessoas a formarem grupos que aceitem a participação dentro do esquema das reivindicações seletivas organizadas pelos governos.



Hoje em dia elas são orientadas pelo princípio das sondagens eletrônicas que pretendem garantir a continuidade dos partidos ou das alianças políticas. As pessoas permanecem educadas para acreditar nos governos e a democracia se transformou num regime midiático, de respostas imediatas, que prioriza as pressões que possam ser transformadas em apoio político.

Com a midiatização da política, daqui para frente, seja com a continuidade do voto obrigatório ou com o regresso do voto facultativo, os governantes esperam irrisórias alterações significativas, mantendo sua eficiente educação que faz jovens e adultos acreditarem que votam livremente, mesmo quando coagidos.

Hoje em dia não se admite a sublevação contra a opinião pública. Isto seria considerado um crime!

Estamos no tempo da ditadura da opinião pública organizada pelas mídias. Um tempo em que os tiranos se apresentam como democratas juramentados como sempre em nome do povo, dos miseráveis, dos pobres, dos carentes, oprimidos ou excluídos. Não há mais o perigo da ditadura da opinião pública, da ditadura da maioria; hoje ela é governo. E você aí, por quê vai votar?

http://www.culturabrasil.pro.br/reclus.htm

CORRIDA PELO SENADO - A RETA FINAL - CHARGE



PREVISÃO : 1° LIDINHO  2°CRIVEIRA 3°PICCILANCA 4°CARECA MAIA

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

ZIRALDO - CARICATURA - MESTRE DO HUMOR

Ziraldo Alves Pinto nasceu no dia 24 de outubro de 1932, em Caratinga, Minas Gerais. Começou sua carreira nos anos 50 em jornais e revistas de expressão, como Jornal do Brasil, O Cruzeiro, Folha de Minas, etc. Além de pintor, é cartazista, jornalista, teatrólogo, chargista, caricaturista e escritor.
A fama começou a vir nos anos 60, com o lançamento da primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor: A Turma do Pererê. Durante a Ditadura Militar (1964-1984) fundou com outros humoristas O Pasquim - um jornal não-conformista que fez escola, e até hoje nos deixa saudades. Seus quadrinhos para adultos, especialmente The Supermãe e Mineirinho - o Comequieto, também contam com uma legião de admiradores.
Em 1969 Ziraldo publicou o seu primeiro livro infantil, FLICTS, que conquistou fãs em todo o mundo. A partir de 1979 concentrou-se na produção de livros para crianças, e em 1980 lançou O Menino Maluquinho, um dos maiores fenômenos editoriais no Brasil de todos os tempos. O livro já foi adaptado com grande sucesso para teatro, quadrinhos, ópera infantil, videogame, Internet e cinema. Uma seqüência do filme deve ser lançada em breve!

FONTE :   http://www.ziraldo.com/
                                                
WWW..COM


 



Animação brasileira é destaque no Cine Galerinha deste sábado


Mais uma edição do projeto Cine Galerinha da associação Tribal em parceria com o Cabo Frio Leste Shopping acontece neste sábado, dia 02, no Espaço Cultural Maria José Fernandes do shopping. No evento são apresentados curtas-metragens infantis.
O destaque desta semana é o filme “Calango”, um divertido filme de animação brasileiro realizado por alunos de uma escola de Brasília, que recebeu prêmios no “Anima Mundi 2007” e “Mostra Mosca 2007”. O curta conta a história de um calango nordestino que tem que cumprir seu destino sem ter o que comer. Ele vive na seca e vive fugindo da morte.

A seleção dos filmes é feita por Flávio Pettinichi, realizador do projeto. A duração dos curtas varia bastante, mas não passa de 8 minutos. De acordo com Flávio, uma das vantagens de um curta-metragem é a rapidez na informação.

O “Cine Galerinha” acontece todos os sábados, às 18 horas, e a entrada é franca. O Cabo Frio Leste Shopping fica na rua Francisco Mendes, nº 350, no centro de Cabo Frio. Informações pelo telefone (22) 2643-3486.