CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...

CARICATURAS AO VIVO - ZEL HUMOR . O MELHOR DA CARICATURA EM SUA FESTA ...
CLIQUE NA IMAGEM É SAIBA MAIS ...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

ADRIAN PAUNESCU - POETA - SÉRIE PERSONALIDADES DO MUNDO ( ROMENIA)


Adrian Paunescu (20 de julho de 1943 - 5 de Novembro de 2010) foi um poeta romeno, jornalista e político. Embora criticado por elogiar o ditador Nicolae Ceausescu,  Paunescu foi chamado de "poeta mais famoso da Roménia , em uma matéria da Associated Press, citada pelo New York Times.

 LifeBorn em Copăceni, Baltimore County, no que é hoje a República da Moldávia, Paunescu passou sua infância em Barca, Dolj County. Ele fez seus estudos secundários na Carol I High School, em Craiova.

Paunescu estudou filologia na Universidade de Bucareste, e se tornou um escritor e jornalista. Ele foi uma figura influente públicas para a juventude romena nos anos 1970 e início de 1980 . Embora ele foi criticado por ter escrito poemas lisonjeiras sobre o ditador Nicolae Ceausescu,  Paunescu permaneceu popular na Roménia , onde ele apareceu na televisão várias vezes por semana .

Como resumiu postumamente pelo jornal Romania Libera, Paunescu "ainda é visto como um herói pelo homem na rua" , apesar de "intelectuais continuam a questionar sua integridade e valor literário de sua obra" .

 FlacăraA membro da União da Juventude Comunista entre 1966 e 1968, e, entre 1968-1989, do Partido Comunista Romeno, Paunescu ganhou controle sobre uma importante publicação semanal, Flacăra e tornou-se o produtor e apresentador do popular só itinerante e pop show no país, Cenaclul Flacăra, fundada em 1973. Ele era um membro do Partido Comunista Romeno Comitê Central e "poeta da corte" do ditador Nicolae Ceausescu.
 careerAfter Político 1989 Paunescu perseguiu uma carreira política, alinhando-se com socialistas e sociais-democratas dos partidos políticos.
Em 1996, ele concorreu nas eleições presidenciais romenas, mas recebeu apenas 87.163 votos (0,69%). Ele era um senador de 1992-2008, representando Dolj Concelho (1992-2004) e depois Hunedoara (2004-2008), primeiro do Trabalho Partido Socialista e, posteriormente, do Partido Social-Democrata da Roménia. Ele recebeu o maior número de votos em seu distrito, nas eleições de 2008, mas não conseguiu ganhar um lugar, após as votações foram redistribuídos de acordo com o sistema de MMP usado.





E AINDA O AMOR



E ainda o amor existe

E ainda a maldição existe

Deixo o mundo saber

Que amo, tenho fé e medo.



E ainda a insónia existe

E ainda morremos repetidamente

E ainda acredito em almas gémeas

E ainda qualquer coisa muda.



Exigências do mundo que não possuo,

Uma cama, a escuridão e tu.

Pisamos o chão do amor sem nome,

O tremor como um trovão que atinge.



As máquinas do mundo não andam,

As redes de comunicação caíram,

Um enorme deserto se deita em volta,

acordarás o mundo com um beijo.



Agora declaro-te deusa,

Sinto-me eu próprio um deus.

Pôe o mundo de pé, mulher,

com crianças em meu nome.



Lá fora um enxame de escuridão,

Aqui somos luminosos.

Guerras entre religiões

Culpando-se das mesmas coisas.



Tu e o amor, ambos existem

E a morte existe no amor.

Amo-te mais quando estás triste

A tristeza, de facto, és tu.



Os joelhos eu rendo no asfalto,

Ofereço a minha cabeça ao céu,

Estás nos meus poderes agora

Apesar de a inquisição te querer.



As minhas palavras estão distorcidas,

Regresso à primeira sílaba.

Destruo a floresta que te esconde:

"Adeus, ou seja, eu fico".



E ainda o amor existe

E ainda a maldição existe

Deixo o mundo saber

Que amo, tenho fé e medo.



Adrian Paunescu

Tradução de Pedro Calouste

Nenhum comentário:

Postar um comentário